sexta-feira, 10 de maio de 2019

Vereadores realizam visita em escolas municipais para apurar denúncias da população

Vereadores e a Diretora Núbia na Escola Joaquim Soares.
Os Vereadores Antônio Leite, Flávio Correia, Cier Bastos e Professor Adeilton, nessa manhã de hoje 10/05, visitaram as escolas municipais Joaquim Soares e Joaquim Rufino para apurar algumas denúncias realizadas pela população Altaneirense.


Durante as últimas semanas pais, alunos e professores têm procurado os Vereadores para denunciarem/reclamarem sobre problemas e dificuldades que estão encontrando dentro das nossas escolas municipais.

Dentre as várias denúncias, as mais citadas pela população foram:
·        Infraestrutura das escolas para atuarem em tempo integral (ETIs);
·        Alimentação (merenda);
·        Horário de realização das oficinas nas ETIs;
·        Utilização dos livros didáticos adquiridos ano passado por quase um milhão de reais;
·        Quantidade de alunos por sala;
·        Horário do turno tarde sem rendimento na aprendizagem.

Os Vereadores foram recebidos pela na Escola Joaquim Soares pela Diretora Núbia Oliveira e na Escola Joaquim Rufino pela Diretora Regigleide.

A Diretora Núbia esclareceu que nunca existirá uma escola com 100% de infraestrutura adequada, sempre existirá reclamações e críticas, mas que isso parte de uma minoria. Segundo ela, a escola tem quase 300 alunos e que as reclamações partem de uns 20 a 30 pais. Que esses pais são os mais presentes, que não tiram os filhos para outra escola por não ter no município.

Sobre os horários, explicou que já solicitou a Secretária de Educação Leocádia Rodrigues uma mudança. Pretende alterar a quantidade de alunos por sala, deixando pelo menos 25 alunos em cada sala, com 5 aulas pela manhã e 3 aulas a tarde. Concordou que no período da tarde o rendimento escolar é muito abaixo do desejado, que os alunos ficam cansados e desmotivados para os estudos. Que irá propor a mudança nos horários das oficinas, pois a reclamação é que ocorrem no horário do almoço, tornando inviável. Que o mais complicado é o transporte escolar e falta de professores de matemática. Que a gestão da escola trabalha quase 10h por dia para atender e cuidar das crianças em tempo integral. Finalizou pedindo ajuda para conscientizarmos os pais dos alunos sobre suas responsabilidades, que os filhos não têm culpa de terem vindo ao mundo e que devemos cuidar dos mesmos.


Banheiro da Escola Joaquim Soares

Visitamos as salas de aulas, os banheiros e a cantina. Conversamos com as merendeiras que se mostraram preocupadas com as críticas sobre a qualidade da alimentação. Esclarecemos que elas cumprem com seu papel corretamente e que fazem além de suas funções, que as reclamações feitas parte dos pais e alunos. Os Banheiros estão em estado regular com ausências de acentos no banheiro feminino. Existe um cardápio elaborado pela nutricionista e que seguem à risca diariamente.
 
Livros do sistema SIM no depósito da Escola Joaquim Soares
Visitamos a sala de leitura e o depósito de livros, onde comprovamos uma grande quantidade de livros do sistema SIM que foram adquiridos ano passado por quase um milhão de reais. Segundo a Diretora, os mesmos estão sendo utilizados em sala de aula como primeira escolha e os distribuídos pelo PNLD como suporte. Que esse ano estão utilizando como realmente deve ser, os alunos estão levando para casa, realizando as atividades no próprio caderno de atividades, estão sendo consumíveis.

Na escola Joaquim Rufino a principal reclamação das mães é o forte calor no período da tarde, o que estar comprometendo o rendimento escoar dos alunos, que as salas têm ar condicionado instalados desde 2013 e não são utilizados. A Diretora Regigleide reconheceu que essa reclamação é verídica, que as centrais de ar não são ligadas pelo fato da instalação elétrica da escola não suportar. Que as centrais não são ligadas, que utilizam ventiladores, mas não conseguem o conforto necessário para o bom andamento das aulas.
 
Vereadores com o Núcleo Gestor da Escola Joaquim Rufino.
Visitamos as salas de aulas, sem ventilação natural, os ventiladores de fato não contribuem muito, as centrais estão instaladas, mas não funcionam. Os banheiros estão em boa condição de uso. Nos colocamos a disposição para somar na cobrança da melhoria da instalação elétrica para o bom funcionamento dos ares condicionados.

Os Vereadores cobraram providências das gestoras escolares na resolução de tais problemas apontados pela comunidade escolar, acreditando que tais dificuldades estão contribuindo para defasagem na aprendizagem dos nossos alunos. Mesmo já existindo a sinalização da efetivação da cobrança, entendemos ser fundamental continuar cobrando e resolver o mais rápido possível.

Nas duas escolas os Vereadores cobraram a relação de todos os servidores e a lotação de todos os professores.

As gestoras agradeceram a visita e elogiaram a iniciativa, citando ser importante conhecer para poder elogiar ou criticar com propriedade. Nos colocamos a disposição e na próxima sessão os Vereadores irão levar mais informações sobre tais visitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu pensamento ou comentário.