quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Por que não pagam o mês de Novembro?

Nessa manhã, 10/12, realizamos uma reunião com a participação dos Vereadores Professor Adeilton, Zuleide Oliveira, Lélia Oliveira, Flávio Correia e Antonio Leite, com o Secretário Ariovaldo Soares e o Contador da Prefeitura Francisco, com o intuito de debatermos a respeito do projeto de lei que trata sobre a autorização para suplementação financeira em 10% no orçamento de 2015.


O orçamento para 2015 foi aprovado com previsão de arrecadação e gastos em mais de R$ 24.000.000,00. Segundo o Secretário e o Contador, algumas dotações estão sem saldo financeiro para efetuar despesas e outras estão com sobra, sendo necessário o remanejamento de uma para outra. Tínhamos solicitado que fosse especificado quais eram essas dotações, isto é, de onde seria realizado a transferência desses valores.

Durante a reunião foi apresentado duas tabelas onde esclarecia os valores que seriam anulados e suplementados no orçamento com o órgão referido. Porém, não fora apresentado quais são as dotações e muito menos os saldos existentes em cada dotação.

Após longa discussão e esclarecimentos, solicitamos que as tabelas fossem incluídas no Projeto de Lei e ainda o envio dos saldos de cada dotação, para que seja comprovado que de fato não existe mais saldo para a continuidade das despesas.

De acordo com o informado, a Assessoria financeira tem até o ultimo dia de cada mês para efetuar o empenho. Perguntei ao Contador se existia recursos – saldos para que fosse efetuado o pagamento dos servidores referente ao mês de novembro. Segundo suas colocações, a municipalidade está encontrando dificuldades para fechar a contabilidade do mês de dezembro, o mês de novembro existe somente uma secretaria que falta recurso em uma dotação, mais ainda possuem quase R$ 300.000,00 ara remanejamento. Questionei ao Secretário Ariovaldo o porquê desse terrorismo com os Servidores Municipais. Tendo em vista que existe dotação suficiente para tal. O Secretário revelou que orientará o Prefeito a não pagar enquanto a Câmara não votar o Projeto em questão.

Ficou claro que o Executivo está se utilizando a “inocência” de alguns Servidores como manobra política e de pressionar os Vereadores a votarem da maneira que enviaram o Projeto.

Se a situação fosse tão grave e se existisse verdade nisso tudo, eles já teriam explicado pedagogicamente e com maior transparência a inexistência desse saldo nas dotações. Tudo muito simples. Agora, o que falta é coragem, responsabilidade e respeito com os servidores. Falta transparência, não são humildes suficiente para assumirem os erros, a desorganização e falta de planejamento, preferem procurar um culpado e ficam descarregando na Câmara suas incompetências e ainda colocando os Servidores no fogo cruzado e contrários aos Vereadores.

Em nenhum momento a Câmara de omitiu de suas responsabilidades e nem está pregando que não irá aprovar o Projeto, só não concordamos com a maneira nojenta que esse grupo que administra Altaneira encontrou de fazer politicagem. O pior que existe uma meia dúzia que acaba seguindo os interesses dos mesmos. Não busca informações e nem fazer um julgamento dos fatos, partem logo para o ataque sem saber o que de verdade está se passando.

Dessa forma, DESAFIAMOS AOS GESTORES MUNICIPAIS publicarem o saldo das DOTAÇÕES ORÇAMENTÁRIAS de onde é realizado o pagamento dos Servidores, comprovando não existir saldo para que possibilite o pagamento dos mesmos, referente ao mês de novembro.


Estamos conscientes de nossa responsabilidade e não iremos aceitar pagar pelos erros dos outros, iremos ajudar a consertá-los. Assim como, temos total certeza de que o pagamento de novembro está autorizado, tem recurso para isso e que o dinheiro está na conta e NÃO SERÁ PAGO POR MALDADE E MANOBRA POLÍTICA por parte do Prefeito.