terça-feira, 6 de janeiro de 2015

BRASIL DARÁ 13,01% DE REAJUSTE AOS PROFESSORES, O ESTADO ACOMPANHA E ALTANEIRA?

Imagem ilustrativa.
O governo federal vai reajustar o piso nacional de professores em 13,01%, e o valor passará a ser de R$ 1.917,78 para docentes de escolas públicas com 40 horas de trabalho semanais. O valor anterior era de R$ 1.697,39. O novo piso entra em vigor nesta terça-feira (6). Os estados e municípios precisam se adequar para pagar o novo salário aos professores já em fevereiro.

Segundo nota do Ministério da Educação, o ministro Cid Gomes reuniu-se nos últimos dias com representantes do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) para determinar o valor do novo piso.
Conforme a legislação vigente, a correção do piso reflete a variação ocorrida no valor anual mínimo por aluno definido nacionalmente pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

O piso salarial passou de R$ 950, em 2009, para R$ 1.024,67, em 2010, e R$ 1.187,14, em 2011, conforme valores informados no site do MEC. Em 2012, o valor vigente era R$ 1.451; em 2013, passou para R$ 1.567; e, em 2014, foi reajustado para R$ 1.697,39. O maior reajuste foi 22,22%, em 2012.

Em Altaneira – CE os professores estão há mais de dois anos sem receber nenhum reajuste, mesmo havendo o repasse em maior pelo governo federal. O Ex-Secretário de Educação Deza Soares, tio do Prefeito, entrou para história como o único Secretário que durante sua gestão não atendeu ao reajuste repassado pelo governo federal e não concedeu reajuste algum aos Professores.

Esperamos que o SINSEMA, que empossou essa semana sua nova Diretoria, possa batalhar junto ao novo Secretário de Educação Dhony Nergino pelas correções devidas. Não somente pelo reajuste dado esse ano, mas pela adequação e melhorias salariais que possam corrigir os prejuízos obtidos nos últimos dois anos.
Até o momento, o novo Secretário de Educação e muito menos o Prefeito se pronunciaram sobre o reajuste concedido pelo novo Ministro da Educação Cid Gomes.


Iremos acompanhar e continuar cobrando do SINSEMA, do novo Secretário de Educação e do Prefeito medidas para que busquem corrigir tais prejuízos.

Com informações: G1.com