segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Eunício: Cid "abandona o Estado" para fazer campanha

O peemedebista percorreu mais de 20 km, atravessando mais de dez bairros nas regionais IV e V
O candidato ao Governo, Eunício Oliveira (PMDB), que participou, ontem, de carreata em bairros das regionais IV e V, em Fortaleza, criticou a decisão do governador Cid Gomes (Pros) de se licenciar para se dedicar à campanha de Camilo Santana (PT). 
“O Ceará sequer tem seu vice-governador para substituir o governador e surpreendentemente ele (Cid) sai de licença, abandona o Estado para tentar eleger alguém para ficar mais quatro anos no poder, ele já tendo ficado oito. Não estou conseguindo compreender esse tipo de estratégia”, disse Eunício, questionado sobre a possibilidade de Cid ter “carta na manga” na reta final da campanha.
Eunício destacou visitas a municípios do Interior e frisou demandas da população nas áreas de saúde, abastecimento de água e combate às drogas. Indagado se há a possibilidade de refazer a aliança com os Ferreira Gomes, caso eleito, Eunício disse estar em “posicionamento totalmente antagônico” comos irmãos Cid, Ciro e Ivo Gomes.

“Não posso entender que o Ceará todo passando sede, sabendo que ano que vem tem possibilidade de seca novamente, e nós não encontramos uma única obra de recursos hídricos”, disse Eunício. “Talvez essa licença do governador sirva pra isso: para ele ver que as prioridades foram totalmente invertidas”, ressaltou.
Eunício percorreu mais de 10 bairros, em cerca de 20 quilômetros. No trajeto, populares saíam à porta de casa para observar a movimentação. Alguns entravam no clima de animação da carreata. Mesmo assim, eleitores se diziam indecisos sobre em quem votar.

A costureira Ismênia Nunes, 50, deve se deslocar de Fortaleza para o município de São João do Jaguaribe para votar, no próximo domingo, mas disse só ter decidido voto para presidente. A indecisão para a escolha dos demais candidatos, segundo ela, é a descrença no cumprimento das promessas.
A professora Luciene Nunes, 40, afirmou que há três eleições anula o voto porque, para ela, os políticos perderam a credibilidade. Já a vendedora Helena Lúcia, 50, disse ter decidido o voto no momento da carreata. Mesmo assim, houve eleitor perguntando para que cargo Eunício é candidato.

O peemedebista estava acompanhado da esposa, Mônica Oliveira, do vice-prefeito de Fortaleza Gaudêncio Lucena e de candidatos a deputado. Tasso Jereissati (PSDB), candidato ao Senado, não esteve na carreata por compromisso com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que está na Capital cearense para palestra. O vice de Eunício, Roberto Pessoa (PR), também não compareceu.
Saiba mais
1. Petistas
O candidato a deputado federal pelo PT, Eudes Xavier, passou, também em carreata, pelo local da concentração do evento de Eunício. Apesar de o petista Camilo Santana ser candidato ao Governo, Eudes não escondeu o apoio pela candidatura do peemedebista. “Todos sabem que tenho simpatia pelo Eunício”, disse Eudes. 

Com a bandeira do senador em seu carro, Eudes disse que “não tinha recebido a bandeira de Camilo” e que foi coincidência passar no local.
2. Vereadores

Na carreata, vereadores de Fortaleza disputavam a atenção dos eleitores com carros de som. Em diferentes pontos, tocavam jingles dos candidatos Wellington Sabóia, Vaidon Oliveira, Eulógio Neto e Capitão Wagner, dentre outros candidatos.

3. Sujeira
A prática de jogar papéis com propagandas de candidatos e adesivos nas ruas se manteve durante a carreata. Em diversos pontos da cidade, “santinhos” eram lançados dos carros e deixavam as vias sujas. Até mesmo bandeiras foram atiradas à rua sem que nenhum eleitor as recolhesse.

Com Informações: OPovo.com.br