sexta-feira, 11 de abril de 2014

SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO CUMPRE COM SUAS AMEAÇAS E DESCONTA DOS PROFESSORES QUE PARALISARAM EM APOIO A GREVE NACIONAL

Secretário de Educação. Foto: SEDUC Altaneira
O Secretário de educação do município de Altaneira – CE, Vereador Deza Soares, tio do Prefeito, compareceu ao Sindicato dos Servidores Municipais de Altaneira – SINSEMA no dia 17 de março para anunciar aos presentes que iria descontar os dias paralisados caso os mesmos decidissem apoiar a Greve Nacional em Defesa da Educação. Mesmo assim, os professores que estavam de acordo com a proposta da CNTE, decidiram continuar com o manifesto e continuaram com a paralisação.

Essa postura do Secretário foi muito criticada pala comunidade, em especial, pelo Professor Carlos Tolovi em seu Programa semanal de Rádio na Altaneira FM.


Mesmos diante de tantas criticas e cobranças, o atual Secretário de Educação ORDENOU que fosse descontado na sua totalidade os dias de paralisação na folha de pagamento dos professores que aderiram a paralisação dos dias 17 e 18 de março. Os descontos foram efetivados de acordo com a carga horária dos professores nesses respectivos dias. Os descontos podem chegar até no máximo R$ 252,00 caso algum professor venha ter os dois horários completos dos dois dias de paralisação.

Alguns professores cogitam o interesse de junto ao SINSEMA, ajuizarem ação em manifesto contrario a essa decisão, se utilizando como base a garantia legal de reposição das aulas até o ultimo dia do ano letivo em curso. Enquanto outros questionam que o Secretário não está nada preocupado com a perda letiva dos alunos, tendo em vista que nos dois dias de paralisação só compareceram menos de 50% do alunado da EMEF 18 de Dezembro. E o mesmo já ordenou o desconto mesmo antes de ofertar a possibilidade de reposição.

Esse DESCONTO se torna mais uma prova da POSTURA LAMENTÁVEL E TENEBROSA do atual Secretário de Educação. Desde o inicio que o mesmo tentou BOICOTAR a paralisação, até com ameaças de descontos e listas de assinaturas. Muitos não acreditavam, mas esse é aquele mesmo Deza que outrora lutava por direitos e convocava a categoria de professores para realizar manifestos em defesa de interesses coletivos e de melhorias da educação.


Como questionou Carlos Tolovi: “É na verdade o poder que corrompe ou na verdade o poder desvela e revela? Quer conhecer alguém dê ele poder. Pois quando se esta com o poder na mão o opressor se manifesta dentro daquele que antes se achava oprimido”.