sexta-feira, 14 de março de 2014

ARRAIÁ DO FURDUNÇO NÃO SE APRESENTARÁ ESSE ANO NOS FETIVAIS JUNINOS

ARRAIÁ DO FURDUNÇO EM AÇÃO - 2009.
Fomos informados por jovens dançantes do Grupo Arraiá do Furdunço, que na noite de ontem, 14/03, os jovens foram avisados que não haverá mais ensaios e consequentemente o Arraiá do Furdunço não se apresentará e nem participará dos Festivais Juninos deste ano.

Desde fevereiro que o Prof. Wlberlândio Oliveira vem tentando organizar o grupo. Selecionando dançarinos, criação de temas e cenários para apresentações. Esse ano houve a volta de alguns veteranos que não dançaram em 2012 1 2013.

Procuramos alguns jovens que estiveram presentes nos últimos ensaios e os mesmos relatam que já tinham 17 casais dançando, sendo 16 casais atuando e um casal reserva. O tema escolhido para ser trabalhado esse ano foi “Morte e Vida Severina”, obra de João Cabral de Melo Neto.

Alguns apontam que havia uma clara desmotivação por parte de todos, os mesmos acreditam que provocada por diversos fatores, entre eles:
1.      Nos últimos dois anos o Grupo não conseguiu bons resultados nos festivais que participou;

2.    Além de alguns acontecimentos negativos com o grupo, provocando a ira de alguns pais em não permitir que seus filhos (as) não participassem mais do grupo;

3.    Dificuldades em angariar e insuficiência nos recursos arrecadados para serem investidos na programação das apresentações do Grupo;

4.    O não pagamento de uma ajuda de custo para o Prof. Responsável pelos trabalhos com o Grupo;

5.     Falta de apoio da Secretaria de Cultura do município, pois a atual Secretária só esteve presente na primeira reunião e não apareceu mais nos ensaios, segundo os dançarinos;

6.    Se o responsável não iria receber ajuda de custo, imaginem os dançarinos (frase citada por um dos integrantes);

O Arraiá do Furdunço desde 2009 se tornou um dos motivos de muito orgulho para todos nós altaneirenses. Pois nesse ano, foi eleita a MELHOR do Ceará e a segunda do Brasil, conseguiu tal feito se apresentando no FESTIVAL ESTADUAL em Fortaleza – CE, no Centro de Arte e Cultura Dragão do Mar. Tendo, ainda, conquistado diversos Festivais Ceará a fora.

Em 2009 e 2010, os jovens integrantes do Grupo Furdunço recebiam incentivo financeiro no valor de R$ 70,00, além de transporte, alimentação e hospedagem, tudo ofertado pelo Governo Municipal. 

No ano de 2011, o Furdunço não recebeu apoio do Governo Municipal e sobreviveu a custas de patrocínios dos Prefeitos vizinhos. Em 2012 e 2013 os gestores do município tentaram investir e reorganizar o Grupo, porem, não surtiram muito efeito e o Grupo já não alcançou o brilho conquistado antes.

Ficamos entristecidos e preocupados com o rumo que nossa cultura vem tomando em Altaneira. Esses dias, denunciamos a SITUAÇÃO PRECÁRIA em que se encontra a Banda Música Municipal Padre David Moreira, agora o Furdunço interrompe e não se apresentará esse ano, e apontam um dos principais motivos, a falta de reconhecimento, investimento e envolvimento da administração municipal. O QUE ACONTECE COM A CULTURA ALTANEIRENSE?

Esperamos que ainda exista como recomeçar e que o ARAIÁ DO FURDUNÇO, referência na Cultura altaneirense, continue viva.

Vejam fotos dos últimos ensaios: