segunda-feira, 12 de agosto de 2013

SERVIDORES DA SAÚDE COBRAM MELHORES SALÁRIOS E CONDIÇÕES DE TRABALHO



Servidores em Assembleia no SINSEMA

Alguns Servidores Municipais de Altaneira que atuam na área da saúde cobram da atual gestão melhorias salariais, tais como a insalubridade. Os Servidores buscaram apoio junto ao SINSEMA, Sindicato dos Servidores Municipais de Altaneira, na esperança de angariar maiores forças nessa luta.   
Acompanhamos que há vários meses o SINSEMA vem cobrando e reivindicando, porém, de forma muito tímida, a concretização de alguns direitos da categoria. Vale salientar que esse direitos estão garantidos pelo Estatuto dos Servidores Municipais de Altaneira, Lei 540, de 28 de dezembro de 2011.
Os dirigentes sindicais postaram no perfil do Sindicato na rede social facebook, texto relacionado a tal situação:
“Sindicato retoma pauta de reivindicações com a atual secretária de saúde sobre os problemas enfrentados pelos servidores do setor. Frente às muitas cobranças do sindicato de melhorias de condições de trabalho dos servidores da saúde, o município alega que é preciso determinar em qual quota de insalubridade cada um se encontra. No final de 2012 os técnicos tiveram cortes no salário. Saldo: Alguns tiveram salário reduzido em 2013, não recebem adicional noturno, não recebem insalubridade. Sabemos que existe uma tabela de insalubridade para 10%, 20% e 40%. Iniciou-se em junho ultimo um processo para servidores desse setor serem avaliados e realizado por um técnico de segurança do trabalho, e ser feito laudos atestando o nível de insalubridade a que são expostos. Estamos aguardando a conclusão dos laudos.
Os dirigentes citam que alguns servidores sofreram cortes salariais no final de 2012 e que outros obtiveram reduções em seus vencimentos agora em 2013, não recebem adicional noturno e nem insalubridade. E a espera continua.

Acreditamos que toda Entidade Sindical deve agir com um forte canal de diálogo com os chefes dos poderes aos quais seus representados estão ligados. Mas, não havendo entendimento ou as promessas não sendo cumprida, a espera já por demais tardias, é tempo de buscar um apoio ainda mais forte junto ao Ministério Público. Se ficarmos nessa de esperar pela boa vontade do patrão, as leis continuarão sendo desrespeitadas e os servidores sofrendo com perdas salariais e péssimas condições de trabalho.