segunda-feira, 10 de junho de 2013

PREFEITO E SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO NÃO IRÃO CONCEDER REPASSE AOS PROFESSORES DE ALTANEIRA

Secretário de Educação e o Prefeito. Foto: Ver. Adeilton.
 Na Assembleia Geral realizada ontem, 09/06, no SINSEMA, com o objetivo de debater a respeito do reajuste repassado pelo governo federal de 8,22% e a progressão dos Professores que venceram seu estagio probatório desde janeiro ultimo, participou o funcionário da ASCON, Eduardo Amorim, o Prefeito Municipal, Delvamberto Soares, e o Secretário de Educação, Vereador Deza Soares, tio do prefeito. O jovem funcionário comprovou que nossos cálculos, já postado nesse blog, estavam corretos e que o município gasta hoje 67% e não 78%, como afirmara o secretário de educação.

Os professores que compareceram a assembleia estavam ansiosos e na expectativa de receberem resposta positiva de que teriam seus vencimentos reajustados em média de 8%. Como também já se percebia, pela fisionomia e comportamento do prefeito e secretário, que as declarações e posicionamentos dos mesmos não seriam nada satisfatório pra categoria.

Após alguns questionamentos sobre o andamento de algumas ações educacionais no município, o secretário foi indagado sobre o reajuste e progressão dos professores. O secretário se encarregou de dar a única boa noticia. Informou aos professores que irá fazer a progressão dos que terminaram o seu estagio probatório em janeiro ultimo, retroativo ao mês de fevereiro, que beneficiará apenas 13 professores que solicitaram através de requerimento tal direito.

Professores na Assembleia. Foto: João Alves.
A notícia mais esperada sobre o reajuste, pois essa traria benefícios a todos, foi dada pelo prefeito. “Nós não iremos conceder o repasse, pois já gastamos mais de 67%, estamos acima do percentual obrigatório. Trabalhem e melhorem os resultados que terão aumento”, frisou o prefeito. Tal informação agitou os ânimos dos presentes. Outro ponto muito criticado pelos professores foi à impensada e descabida declaração do prefeito em afirmar que os dados de que tínhamos uma das melhores educações do Ceará em anos anteriores eram burlados e maquiados. Isso gerou revolta e alguns professores se pronunciaram cobrando respeito com os profissionais e que nunca fizeram e nem fariam maquiagem alguma para mentir ou enganar a real situação educacional de nossa cidade.


Os professores lamentaram tal decisão e criticaram mais uma vez com veemência a postura do secretário, que antes era um cobrador de direitos e hoje se tornou um negador. “Antes o secretário me criticava e cobrava muito quando estava secretária e hoje estão vendo a diferença e negando os direitos de uma categoria que o mesmo até pertence,” afirmou a professora Núbia Oliveira.

Professores na Assembleia. Foto: João Alves


Como sempre faz, o prefeito pediu pra se retirar que tinha outro compromisso e foi embora. Mas antes havia assumido publicamente que quando em campanha se prometia tudo porque achava que era possível se fazer, mas agora a frente da administração esta vendo que num se pode fazer muito. Dá pra acreditar???

Logo em seguida vários professores e populares começaram a se pronunciar no facebook. Expondo suas revoltas e tristeza por mais esse ato negativo dessa administração que dia após dia não consegue se encontrar e realizar um trabalho pelo menos parecido com o que se prometia nas campanhas eleitorais. O correto seria fazer o REAJUSTE e depois cobrar os resultados.


Continuaremos na defesa dos profissionais de educação e dando total apoio nessa luta.